Melvin Howard Tormé, foi um menino prodígio. Sapateador, bailarino, pianista, baterista, compositor, arranjador e cantor de jazz. A crítica especializada o batizou com o título “neblina aveludada” (velvet fog) devido ao timbre de voz diferente e belo. Cantor idolatrado por pessoas que levam em conta a classe, o fraseado e a entonação.Também, pelo esmero na escolha do repertório. É tudo que encontramos em Mel Tormé em gravações realizadas nas etiquetas Decca, Capitol, Verve, Musicraft, Concord Jazz e Bethlehem. Seus admiradores brasileiros não tiveram o privilégio de vê-lo atuar aqui. Contratado para apresentações no 150 Nightclub do Hotel Maksoud Plaza em São Paulo nos anos 1980, teve de cancelar a temporada em face de problemas de saúde. Nos anos 1940, chefiou o quarteto vocal The Mel-Tones, com memoráveis atuações na big band do clarinetista Artie Shaw. Com apresentações em progra mas de rádio, na televisão e clubes noturnos, sempre atuou com muita segurança e simpatia.
Mel Tormé casou-se 4 vezes e teve cinco filhos. Nascido na cidade de Chicago-Illinois a 13 de setembro de 1925, morreu aos 73 anos, em Los Angeles-Califórnia no dia 05 de junho de 1999, acometido por um derrame cerebral. Este especial com Mel Tormé, é a prova cabal do que seja um cantor refinado e de inúmeros predicados. Ouçam e comprovem.