Kurt Julian Weill, nasceu na cidade de Dessau na Alemanha a 22 de março de 1900. De descendência judaica e socialista, sofreu preconceito e perseguição do regime nazista que se instalara no poder a partir de meados dos anos 1920. Desiludido, revoltado e sem perspectiva, emigrou para a França, residindo em Paris e depois, em 1935, partiu para a América do Norte, instalando-se em New York. Weill havia realizado importantes trabalhos em seu país de origem, onde estudou piano e composição.

Um talento efervescente. Ao lado de letristas importantes, compôs extensa obra para o teatro e cinema. A cantora Lotte Lenya, sua espo sa, teve a oportunidade de gravar parte de suas composições. Com o consagrado teatrólogo Bertolt Brecht, compôs músicas para as peças de teatro, Os Fuzis da Senhora Carrar, Mãe Coragem e a Ópera dos Três Vintens, entre outros trabalhos.

Algumas composições podem ser destacadas. September Song, My Ship, Lady In The Dark e a conhecida Mack The Knife. Este te ma sempre foi muito apreciado por expoentes do jazz, ensejando a oportunidade de se fazer antológicos improvisos, que entraram para a história do jazz e da música popular norte-americana do XX. Kurt Weill morreu com apenas 50anos, vitimado por um ataque cardíaco no dia 03 de abril de 1950, em New York onde residia. Efêmero desaparecimento de um promissor e criativo musicista.