Pianista de jazz e lendário cantor, Nathaniel Adams Coles, nasceu na cidade sulista de Montgomery-Alabama a 17 de março de 1919. O pai, pastor de uma Igreja Batista, mudou-se com a família para Chicago-Illinois em 1921, em busca de melhores condições de vida. O pequeno Nathaniel começou a receber lições de piano clássico aos 12 anos, tudo de Bach a Rachimaninoff. Porém, Chicago era um grande centro de jazz e o jovem adolescente, fascinado pela música, tornou-se pianista de jazz em clubes noturnos. Em 1939 Nat formou um trio inovador com Oscar Moore, guitarrista, e Wesley Prince, contrabaixista, que ficou conhecido como The “King” Cole Trio. Até o final dos anos 1940 o trio continuou em atividade, sendo dissolvido quando Nat foi para a carreira solo como cantor com contrato Na Capitol Records. Repaldado pelos maestros-arranjadores Nelson Riddle, Billy May, Gordon Jenkins, Frank DeVol e Pete Rúgolo, gravou extenso acervo do cancioneiro popular norte-americano e considerado pela crítica especializada a grande voz do após-guerra(1939-1945). Contumaz fumante, morreu prematuramente no dia 15 de fevereiro de 1965 em Los Angeles-Califórnia, um mês antes de completar 46 anos, acometido por um câncer pulmonar. Nat “King” Cole foi o primeiro cantor negro a ter um programa semanal na televisão norte-america em 1956,“The Nat “King” Cole Show”, transmitido pela Rede NBC (National Broadcasting Company). Um cantor de dicção perfeita, timbre quente e aveludado, com enorme sucesso de público. Ele esteve se apresentando no Brasil , em São Paulo e Rio em 1959; um sucesso retumbante!