BLACK BAND DE CAB CALLOWAY

Cabell (Cab) Calloway, cantor, compositor, ator, bailarino, mestre-de-cerimônias e bandeleader, um homem alegre, comunicativo e cheio de energia, eis seu perfil. Nos anos 1930 e 40, liderou uma das mais destacadas “black bands” da época de ouro do swing. Cab nasceu em Rochester-New York no dia de natal do ano de 1907 e foi criado em Baltimore-Maryland, transferindo-se para Chicago-Illinois onde ingressou na escola de Direito, sem muito entusiasmo, desistindo ao ser admitido no conjunto musical “The Alabamians” em 1928. No ao seguinte, com a dissolução do grupo, passou para a banda “The Missourians”, tornando-se seu diretor musical. Em 1931, com a popularidade em alta, a orquestra passou a se chamar “Cab Calloway and His Orchestra”. Ele esteve se apresentando em São Paulo em maio de1988, no “150 Nightclub” do Hotel Masoud Plaza. Após sofrer um derrame cerebral, morreu aos 86 anos no dia 18 de fevereiro de 1994, deixando a imagem de um homem sempre vestido com elegância que ganhou muito dinheiro, grande parte gasto em cassinos e hipódromos, posto que era um jogador inveterado.

J O S T A F F O R D

Jo Elisabeth (Jo) Stafford, nasceu em Coalinga-California a 12 de novembro de 1917 e começou a cantar com suas irmãs Pauline e Christine, formando o “Stafford Trio”. Em 1938, juntou-se ao conjunto vocal The Pied Pipers, atuando na banda do trombonista Tommy Dorsey até 1944, quando foi para a carreira solo, contratada pela Capitol Reords e sob a supervisão do maestro Paul Weston que, mais tarde, tornar-se-ia seu marido. Jo construiu um admirável acervo fonográfico nos selos Capitol, Columbia, Reprise e Corintyan Records, este de sua propriedade e Weston. Um lindo timbre de soprano, com total ausência de vibrato, balanço suave e equilibrado, uma das mais belas vozes dos anos 1940, 50 e 60. Ouçam e constatem a qualidade de seus vocais.

C H E T B A K E R

Chesney Henry “Chet’ Baker, Jr. Nasceu em Yale-Oklahoma a 23 de dezembro de 1929, trompetista e cantor de jazz norte-americano. No final dos anos 1930 começou a estudar teoria musical em Los Angeles. Amante do jazz, logo alcançou o sucesso e apontado como um dos melhores trompetistas do gênero. Em 1952, entrou para a banda do saxofonista Gerry Mulligan, tendo grande notoriedade já com a primeira versão do tema “My Funny Valentine”,ao tocar e cantar no estilo West Coast. Chet esteve se apresentando em São Paulo em 1987. Após anos e anos viciado em drogas pesadas, morreu aos 58 anos de forma trágica na madrugada do dia 13 e maio de 1988 ao cair da janela do Hotel Prins Hendrik na Holanda.