BLACK BAND DE ANDY KIRK

A banda ficou conhecida como as doze nuvens de alegria (the twelve clouds of joy), que tocava o swing no estilo Kansas City (estilo de jazz que enfatiza os “riffs”, compassos repetidos que soam de forma agradável aos ouvidos). A partir da entrada da pianista Mary Lou Williams , a banda começou a galgar os degraus da fama. Hábil pianista, compositora inspirada e arranjadora criativa, Mary Lou era o corpo e a alma da orquestra. Formada em 1929, Kirk contratou músicos de categoria como John Williams (marido de Mary Lou) e Don Byas saxofonistas, o guitarrista Floyd Smith, Ben Thigpen na bateria, Ted Donelly ao trombone e o contrabaixista Brooker Collins. Como vocalista, um dos melhores cantores negros da época, Pha Terrell, barítono de linda voz. A maioria do acervo fonográfico foi gravada na etiqueta Decca Records.

HELEN GRAYCO

Cantora e atriz norte-americana, nasceu no dia 20 de setembro de 1924 na cidade de Tacoma-Washington, a décima filha de uma prole de onze. Helen ficou conhecida no mundo artístico na banda de seu marido Spike Jones. Antes de conhecer Jones ela atuou nas bandas de Chuck Cabot e Red Nichols, tendo rápida passagem lado do bandleader Stan Kenton. A partir de 1949, já na carreira solo fez gravações nos selos Vik, London, RCA e Mercury Records,. Em junho de 2022, Helen Greco, seu nome verdadeiro está com 97 anos.

THE MILLS BROTHERS

Conjunto vocal que esteve em grande evidência os anos 1930 e 40. Com três componentes permanentes, Herbert, Harry e Donald. O irmão John Júnior guitarrista e vocais, permaneceu no grupo até 1936, quando veio a falecer. O quarteto ficou famoso por “imitar”, à perfeição, instrumentos musicais como: saxofone, trompete , trombone e contrabaixo. Após a morte de John, o pai John Senior ocupou o lugar como vocalista de timbre baixo. Tempos após, entrou para o grupo o guitarrista Bernard Addison. Durante a existência, The Mills Brothers gravaram extenso acervo na etiqueta Decca Records, atuando com sucesso até os anos 1970.