LES BROWN E SUA BANDA DE RENOME

Importante orquestra da era do swing, foi liderada pelo saxofonista Les Brown. Com formação universitária, a partir de 1936, começou a fazer arranjos para diversas big bands até formar sua própria em 1938, apresentando-se inicialmente no Edison Hotel em Nova York. Contratado pela gravadora Columbia Records, construiu enorme acervo fonográfico e teve como vocalista a jovem Doris Day, que tornar-se-ia atriz de Hollywood de grande destaque.
Com bem cuidado repertório, Les Brown esteve presente no cenário artístico norte-americano até o ano de 2001, quando morreu aos 88 anos. A mais longeva big band norte-americana em atividade. Atualmente(2019), seu filho Les Brown Júnior lidera a orquestra, mantendo o reper
tório e os arranjos originais.

JUNE CHRISTY

A escalada de June Christy na música começou ao ser contratada como lady-crooner da big band do pianista Stan Kenton. Ela substituiu Anita O’Day e permaneceu ao lado de Kenton entre 1945 e 1947. Daí em diante, foi para a carreira solo sob os auspícios da Capitol Records
Cantora com completa ausência de vibrato, a exemplo de Anita O’Day, apresentava-se nos mais sofisticados clubes noturnos, no rádio e televisão. Aqui uma pequena amostra de seu talento.

ARTHUR PRYSOCK

Cantor negro baixo-barítono como seu ídolo Billy Eckstine. Na juventude, foi ajudante de cozinha e começou a carreira artística como crooner da black band do pianista Buddy Johnson
no final dos anos 1940. Como cantor solista, gravou principalmente, nos selos Milestone e Verve. Um acervo romântico de muito bom gosto.