Quinta Avenida do dia 31 de janeiro de 2015

Big Band de Hal McIntyre

Harold William McIntyre (Hal McIntyre) era saxofononista e se destacou na big band do trombonista Glenn Miller,entre 1937 e 1941. Com o apoio de Miller, formou sua própria corporação musical em 1942, sendo contratado pela gravadora Circle, ao iniciar atividades no circuito de entretenimento do país, com presença em salões de baile, teatros e programas de rádio. Uma orquestra de repertório romântico, tornando-se conhecida como “a banda que a América ama”. Durante as atividades, esteve ligado às etiquetas Circle, Hindsight e Collectors Choice. Entre 1942 e 1959, não faltou trabalho em sua agenda, um saxofonista-alto de timbre suave e personalista. Hal McIntyre nasceu a 29 de novembro de 1914 na cidade de Crownell-Connecticut e faleceu , aos 44 anos, vitimado por um incêndio no edifício onde residia na cidade de Los Angeles-Califórnia. Prematura perda para a música popular norte-americana da era do swing e das big bands.

Lee Wiley

Cantora considerada uma das deusas brancas da grande canção norte-americana dos anos 1920 e 1930, ao lado de Connie Boswell e Mildred Bailey. Ela foi casada com o pianista Jess Stacy (da big band de Benny Goodman) e reconhecido como um dos expoentes do teclado na primeira metade do século 20. Lee Wiley teve uma carreira gloriosa, apresentando-se nos mais sofisticados nightclubes e teatros do país. Uma voz suave e um timbre especial. Intérprete dos clássicos do cancioneiro popular norte-americano. Ela deixou excelentes gravações realizadas

nos selos RCA Victor, Columbia e Audiophile. Lee Wiley nasceu a 09 de outubro de 1910 na cidade de Fort Gibson-Oklahoma e faleceu, aos 65 anos, em Nova York no dia 11 de dezembro de 1975. Uma cantora de grande classe. Ouçam e constatem sua categoria.

Arthur Prysock

Cantor negro baixo-barítono com timbre muito parecido com o de seu ídolo, Billy Eckstine. Prysock nasceu no Estado da Carolina do Norte a 02 de janeiro de 1929 e começou a se destacar como crooner da Black Band do pianista Buddy Johnson em meados dos anos 1940. Quando foi para a carreira solo, apresentava-se em clubes noturnos, no rádio e posteriormen-

te na televisão. Intérprete de temas românticos e jazzísticos, era irmão do saxofonista-tenor Red Prysock, muito respeitado no meio musical norte-americano. Arthur Prysock nos deixou alentado acervo gravado nas etiquetas Milestone, Oldtown, Mercury, Peacock, Decca e Verve Records. Ele faleceu, aos 68 anos, no dia 07 de julho de 1997.

 

Este programa foi ao ar no dia 11 de fevereiro de 2011.