Big Band de Benny Goodman

Benjamin David “Benny” Goodman(1909-1986), nasceu em Chicago Illinois e faleceu na cidade de Nova York. Começou a estudar música na sinagoga que freqüentava, dedicando-se aos instrumentos de palheta, saxofones e clarineta, especializando-se nesse instrumento de difícil execução. Ainda muito jovem (aos 16 anos) incorpora-se à banda do baterista Ben Pollack , permanecendo com ele entre 1926 e 1929. Após deixar Pollack, participa das orquestras de

Nat Shilkret, Red Nichols, Ben Selvin e Paul Whiteman. Na primavera de 1934, forma sua orquestra com 12 instrumentistas e inicia apresentações no rádio e em salões de baile. Um começo difícil e repleto de incertezas. Sua grande chance deu-se em uma série de apresentações no Palomar Ballroom na cidade de Los Angeles em agosto de 1935. Alí, com transmissão pelo rádio para todo o país, o swing da banda causou enorme impressão e logo foi entusiasticamente adotado pela juventude. Sucesso absoluto e que deu início à Era do Swing. O Rei do Swing, como ficou conhecido, liderou uma das mais conhecidas e admiradas bandas dos anos 1930 e 40, colocando-se entre as 5 mais destacadas entre todas existentes.

Sua destreza com a clarineta era enorme, um som límpido, um swing incomparável. Goodman tem gravações realizadas na Columbia, Bluebird e Capitol Records.

Jo Stafford

A bela voz de soprano da cantora Jo Stafford começou a se tornar conhecida quando era componente do conjunto vocal The Pied Pipers, na big band de Tommy Dorsey. Quando foi para a carreira solo, a partir de 1944, suas gravações atingiram altos índices de vendagem e colocando-se entre as melhores intérpretes da segunda metade do século 20. Casada com o maestro e arranjador Paul Weston, este foi o responsável pela maioria de suas gravações, com primorosos arranjos e condução da orquestra. Jo Stafford tem gravações nas etiquetas Capitol, Columbia, Reprise e Corinthian (esta de propriedade do casal). Ela nasceu na cidade de Coalinga-Califórnia no dia 12 de novembro de 1917 e faleceu, aos 90 anos, a 16 de julho de 2008. Uma cantora notável e uma linda figura de mulher.

Mel Tormé

Uma linda e sofisticada voz, com um timbre diferente e que se tornou conhecido como “neblina aveludada”. Cantor, compositor, baterista, sapateador, um talento inesgotável, um cantor acima da média. Melvin Howard Tormé circulou pelos mais importantes cassinos, hotéis, e casas de espetáculos dos EEUU e do mundo, levando sua arte vocal. Tormé esteve prestes a se apresentar em São Paulo, não se concretizando, devido a problemas de saúde. Ele nasceu a 13 de setembro de 1925 e veio a falecer, aos 73 anos, no dia 05 de junho de 1999, em Los Angeles-Califórnia. Ouçam Mel Tormé, em lindas gravações de seu extenso repertório. Um

cantor para refinados ouvidos…

Este programa foi ao ar no dia 03 de julho de 2010