Harry Warren dedicou a brilhante carreira de musicista escrevendo canções
para certa de setenta e cinco películas produzidas em Hollywood, ganhando
três “Oscars”da Academia de melhor música com os temas “Lullaby Of
Broadway”(do filme Gold Diggers Of Broadway – 1935, “You’ll Never Know” do
filme Hello, Frisco, Hello – 1943, aqui no Brasil com o título Aquilo Sim Era Vida)
e “On The Atchison, Topeka And The Santa Fe” (do filme The Harvey Girls – 1946,
estrelado por Judy Garland). Warren, criativo escritor de partituras,
descendente de imigrantes napolitanos, décimo primeiros filho e caçula,
nascido a 24 de dezembro de 1893, no bairro do Brooklyn em New York,
recebeu na pia batismal o sonoro nome de Salvatore Guaragna.

Demonstrando grande afinidade com a música popular, na juventude aprende
a tocar bateria, piano e harmônica, trabalhando inicialmente nos estúdios
cinematográficos da Vitagraph Cinema Company, até chegar a assistente de
diretor, tocando piano, nas horas vagas como animador de filmes mudos nos
cinemas do bairro onde morava.

Em parceria com o letrista Edgar Leslie, compõe a primeira canção intitulada
“Rose Of The Rio Grande” (1922), devotando-se daí em diante a compor para o
núcleo de editores de Tin Pan Alley. Com Mort Dixon compõe os temas “Would
You Like To Take A Walk? ” e “Nagasaki”, nos anos de 1927 e 1928,
respectivamente, até que, com o advento do cinema falado, vai para Hollywood
(1931) onde trabalha até 1938 com o letrista Al Dubin (1891-1945). Como
resultado da parceria, surgiram canções inesquecíveis, entre elas: “September
In The Rain”(Setembro na Chuva), “42nd Street (Rua 42), “I Only Have Eyes For
You” (Só Tenho Olhos Para Você), “The Boulevard Of Brokens Dreams”
(O Boulevard dos Sonhos Desfeitos) e “Lullaby Of Broadway” (Rouxinol da
Broadway), todas inseridas em películas cinematográficas.

A partir de 1940 e durante dez anos Warren formaria outra parceria
responsável por temas memoráveis com o letrista nascido na Polônia, Mack
Gordon (1904-1959), cujo verdadeiro nome era Morris Gittler. A dupla Warren
e Gordon compos para as películas “Down Argentina Way”, “Tin Pan Alley”,
“That Night In Rio”, “The Great American Broadcast”e “Weekend In Havana”,
protagonizados por John Payne, Alice Faye, a nossa Carmen Miranda, Betty
Grable, Don Ameche e muitos outros. Nessas películas apareceram as
canções: “When Two Dreams Met”, “You Say The Sweetest Things, Baby”,
“Chica, Chica Boom Chic”, “When I Love”e “Tropical Magic” entre muitas
outras.

Nos anos 1941 e 42, Warren e Gordon contribuiram talvez com sua melhores
canções para os filmes “Sun Valley Serenade”(Quero Casar-me Contigo) e
“Orchestra Wives”(Serenata Azul) tendo a presença da lendária orquestra do
trombonista Glenn Miller. Uma das exigências de Miller para aparecer nessas
películas era a de que toda a orquestra fizesse parte do enredo. Tudo foi
acertado com a 20th Century Fox, resultando em duas produções de ótimo
nível. “Sun Valley Serenade”(Quero Casar-me Contigo de 1941) foi estrelada
por John Payne, a campeã de patinação Sonja Henie e atriz Lynn Bari. As
canções de Warren e Gordon “I Know Why”, “It Happened In San Valley”e
“Chatanooga Choo-Choo”apareceram com grande destaque. Em março de
1942 vem “Orchestra Wives” (Serenata Azul) onde havia um enredo
interessante com os músicos fazendo parte da história em corretos
desempenhos. No Brasil o título é alusivo a um dos números musicais que
integravam a trilha sonora, o belíssimo tema “Serenade In Blue”. Nos papeis
principais George Montgomery, Ann Rotherford, Lynn Bari, Carole Landis,
Cesar Romero, além de Glenn Miller e toda a orquestra. Na trilha sonora
outras clássicas composições de Warren – Gordon: “At Last”, “I’ve Got A
Gal In Kalamazoo” e “People Like You And Me”.

Harry Warren fez algumas joias do cancioneiro popular norte-americano
com o letrista Johnny Mercer. Para citar alguns temas: “On The Atchison,
Topeka And The Santa Fe”, “Jeepers Creepers”, “You Must Have Been A
Beautiful Baby” e “I Want To Be A Dancin’ Man”. Com o letrista Harold
Adamson fez “An Affair To Remember” do filme do mesmo nome de 1956
com o título no Brasil “Tarde Demais Para Esquecer”com Gary Grant e
Debora Kerr. Um retumbante sucesso.

As belas canções de Harry Warren continuam a ser gravadas por artistas
contemporâneos e as antigas películas que mostram sua arte refinada são
continuamente exibidas nos canais a cabo, para deleite de milhões de
admiradores.

Harry Warren faleceu a 22 de setembro de 1981, ao 83 anos de idade.
Ele é um dos mais importantes compositores norte-americanos de todos
os tempos.